HOSPITAL DE ALTA COMPLEXIDADE
"PTE. JUAN DOMINGO PERÓN"
O Hospital de Alta Complexidade “Pte. Juan Domingo Perón” anseia ser uma instituição de transcendência regional, nacional e internacional, no campo assistencial, docente e de investigação. Contamos com uma tecnologia inteligente dirigida por um grupo de experimentados profissionais que melhora a qualidade de diagnóstico, reduz riscos de erro, maximiza os efeitos curativos, diminui os custos e otimiza o uso dos recursos.

Nova doação de órgãos no HAC salvou a vida de 4 crianças

Compartir

Recentemente , levou-se a cabo no Hospital de Alta Complexidade “Pte. Juan Domingo Perón” a sexta ablação de órgãos até agora, nesta oportunidade, uma criança formosenha de 13 anos brindou novas esperanças de vida a 4 crianças que provem de diferentes pontos do país inscritos em lista de espera. 

O operativo se concretizou por meio  de uma paciente pediátrica quem padecia um problema neurológico, que lamentavelmente a levou à morte. A família muito afetada pela situação tão dolorosa, mas com um grande sentido humano e altruísta permitiu que podam compreender que a possibilidade de vida para outros seres estava presente e que sua filha neste caso podia ser participe de tão louvável gesto.

Isto desembarcou no operativo de doação de órgãos que se desenvolveu em conjunto com o HAC e o CUCAIFOR , cujos responsáveis informaram que se  realizaram a ablação de ambos rins, do fígado e pâncreas.  "O fígado por tratar-se de um paciente pediátrico se implanta em duas pessoas o que permitiu que se realize 2 transplantes hepáticos; 1 transplante reno- pancreático e 1 renal" indicaram. 

Os órgãos foram transplantados a 4 pacientes,um da província de Córdoba e 3 de Buenos Aires. Cabe esclarecer que todos os órgãos foram implantados em pacientes pediátricos por uma questão de durabilidade do órgão, levando em conta isto, realiza-se o implante em pessoas que tem uma expectativa de vida maior, sempre regidos sob a lista de espera nacional do INCUCAI, que se baseia em critérios específicos para sua distribuição ( tipo sanguíneo, a urgência médica, a localização geográfica, o tamanho do órgão e a compatibilidade dos tecidos).

O Administrador Geral do HAC Dr. Marcelo Prochasko falou: " estamos muito contentes pelo fato de que quatros meninos tenham acesso a um transplante e tenham a possibilidade de continuar com muitos anos mais de vida, é um ato que as pessoas e seres queridos dos transplantados agradecerão por sempre a esta família , a quem em nome de toda a instituição também agradecemos seu enorme gesto solidário. Ao mesmo tempo destacou o compromisso hospitalar, que possibilita este tipo de práticas, que levam a salvar vidas".

Por sua parte o Coordenador Geral do CUCAIFOR Dr. Cristian Antúnez comentou que Formosa, está atingindo à  média  nacional respeito à doação de órgãos. " ao ritmo que vamos as expectativas para fim do ano são as melhores, onde certamente estaremos atingindo ou superando a media nacional, com o fim de continuar conscientizando para salvar vidas".


 

COMO CHEGAR?