HOSPITAL DE ALTA COMPLEXIDADE
"PTE. JUAN DOMINGO PERÓN"
Serviços

Biologia Molecular

INTRODUÇÃO

O Serviço de Biologia Molecular iniciou suas atividades em 2003, junto com a inauguração do HAC, funcionando em primeira instância dentro da estrutura do laboratório de análises clínicas. Originalmente nasceu como um laboratório de virologia onde se utilizam técnicas de biologia molecular, além disso das clássicas técnicas serológicas, para o diagnóstico de patologias de etiologia viral. Desta formo se construiu desde esse então como o laboratório provincial de referência para numerosas viroses, formando parte da Rede Nacional de Laboratórios da Administração Nacional de Laboratórios e Institutos de Saúde (ANLIS).

Inicios do ano 2006 o laboratório funcionou transitoriamente num espaço físico independente. No 2007, respondendo aos requerimentos do HAC no referido a transplante de órgãos sólidos, conseguiu-se a habilitação baixo normativa do INCUCAI para a área de histocompatibilidade.

A partir do ano 2012, produz um salto qualitativo para o funcionamento do serviço, o laboratório começou a funcionar em um lugar próprio, um espaço desenhado e construído pensando nas necessidades atuais e futuras do HAC, que conta com dez setores de trabalho específicos, uma sala de espera para pacientes, uma sala de extração, dois talheres, uma sala de freezers e sala de máquina com generador próprio, cumprindo com os maiores estándares de um serviço destas caraterísticas. Além disso, incorporou recuso humano o qual se foi formado, sob um sistema de capacitação continua, na área do conhecimento correspondente segundo os requerimentos e se somaram novas prestações. Assim, incorporou-se a tamizagem de ácidos nucleicos em mostra de banco de sangue, somaram-se novas redes de laboratório, transferiu tecnologia nas redes já estabelecidas e recentemente se pus em funcionamento o laboratório de criptogenética.

Atualmente no serviço funcionam quatro áreas: Virologia, Histocompatibilidade, Autoimunidade e Genética, cada uma delas a cargo de um profissional formado especificamente.

OBJETIVOS

Brindar um serviço de qualidade e conforme às necessidades da província em cada uma das áreas de ingerência, funcionando como referência provincial, cumprindo um papel relevante no diagnóstico e seguimento de patologias complexas, utilizando a capacitação continua do recurso humano e a transferência científico-tecnológica como instrumento para chagar ao mesmo, valorizando a qualidade humana e o respeito à atenção dos pacientes.

Prestações do Serviço

Área virologia

Procede-se ao diagnóstico virológico utilizando diferentes técnicas como a detecção de genomas vitais  por PCR, detecção de antígenos virais e/ou anticorpos contra diferentes vírus por imunofluorescência (IF) ou enzimaimunoensaio (ELISA) , em distintos tipos de amostras segundo a suspeita clínica.
Nesta área se realiza além de Tamizagem de Ácido Nucléicos (NAT) de  HIV/HBV/HCV por biologia molecular. Esta determinação se realiza em uma sub área específica, amostras que provem do Centro Regional de Hemoterapia provincial que funciona no HAC , com equipamento automatizado de última geração pioneira na região NEA/NOA, no marco de programa provincial de sangue segura.

A Área funciona como referência provincial das Redes Nacionais de laboratórios enumeradas a continuação, e como tal participa dos controles de qualidade externos propostos por as mesmas:


• Rede nacional de influenza e vírus respiratórios


• Rede de laboratórios de doenças exantemáticas


• Rede nacional de vigilância de gastroenterites virais 


• Rede nacional de dengue, febre amarela e  arbovirus das encefalite


• Rede nacional de hantavírus


• Rede nacional de papiloma vírus humanos


• Rede nacional de doenças virais na gravidez e o recém-nascido 


• Projeto programa nacional de controle de hepatites virais 


• Rede de laboratórios hiv/sida (pediátricos)

ÁREA DE AUTOIMUNIDADE

Pesquisa, por técnicas de imunofluorescência (IF) ou enzimaimunoensaio (ELISA) ou Imune-ensaio Lineal (LIA) a presença de auto anticorpos associados a patologias de origem autoimune como Lupus Eritematoso Sistémico, Artitis Reumatoidea, Sindrome de Sjogren, Sindrome Antifosfolipidos , Vasculites, Celiaquia , entre outras.

ÁREA DE HISTOCOMPATIBILIDADE

São realizados estudos de compatibilidade entre doadores e receptores de transplantes de órgãos, principalmente renais, mas também reno pancreático, cardíaco, hepático e hematopoiético (medula óssea) .
Estudam-se por técnicas de biologia molecular (molecular (SSP-PCR) os genes HLA Classe I (Locus A, B) e Classe II (locus DRB y DQ). Também se avaliam a presença de anticorpos contra o HLA dos doadores mediante técnica de cito toxicidade dependente de complemento (CDC).
Encontram-se habilitada sob as normas do INCUCAI e participa dos controles de qualidade propostos por essa entidade. Atualmente está em processo de incorporação de novas tecnologias conforme os avanços técnico-científicos do conhecimento na área.

 ÁREA DE GENÉTICA

As anomalias congénitas de causa genética se classificam segundo a magnitude da troca na informação genética, em : doenças cromossômicas e doenças genicas.
Nesta área se estudam, por meio de técnicas de citogenética, as doenças cromossômicas que se produzem por alterações sejam pelo número ou estrutura dos cromossomas.
Também se estudam algumas das doenças genicas mais frequentes, como Fibrose Cística, que são aquelas causadas pela alteração (mutação) no gene.


 

Para mais informações, contate-nos
COMO CHEGAR?